quarta-feira, 29 de junho de 2011

37

é o numero de dias que faltam até a minha primeira meia-maratona. O treino tem sido instável e um bocado desregrado, talvez pelo facto de ter sido uma inscrição um bocado last minute que não me deu tempo para pensar muito em re-organizar horários e outros compromissos. E depois há também o frio. Treinar para a meia-maratona no inverno, com um emprego full-time e uma lista de outras actividades, é ainda mais difícil do que tinha previsto.

Na semana passada assumi a derrota face aos dias curtos e ao frio e inscrevi-me no ginásio - um destes que agora há para aqui que estão abertos 24h por dia, que é mesmo para não haver desculpas. As coisas começaram a melhorar desde que me inscrevi mas preocupa-me não ter ainda corrido mais do que 16km e estar a apenas 37 dias do Dia D.

Sinto-me culpada se passo mais de dois dias sem correr mas tenho andado a tentar convencer-me de que não faz mal. Será que não faz? Na segunda-feira, durante um jantar de trabalho, pus-me na conversa com uma das pessoas na minha mesa e fiquei a saber que o rapaz é um maratonista viciado. Disse-me que chegou agora ao ponto em que corre meias-maratonas quase só para aquecer, num qualquer dia de treino para uma das suas maratonas ou triatlos. Disse-me também que custou chegar a esse ponto mas acredita que, se ele chegou, qualquer pessoa consegue chegar. E depois disse-me também que o segredo dele e correr poucas vezes mas corridas longas de cada vez.

O segredo dele é exactamente o oposto do que tenho andado a fazer. Tenho 37 dias para mudar de táctica.

1 comentário:

  1. Na primeira vez que corri a meia maratona, o ano passado, só por uma vez durante os treinos passei os 21kms.

    O resto foi muitas vezes andar pelos 15, 17, 19 e arredores (apenas uma long run por semana, o resto são distâncias inferiores). O teu corpo habitua-se à distância e, entre um ligeiro sofrimento e a adrenalina chegas à meia.

    Por isso, siga para bingo que cerrando o dentinho vais lá ;)

    ResponderEliminar