domingo, 20 de março de 2011

Enquanto esperamos pelo resultado do Sérgio

Correr, de Jean Echenoz: a biografia de um época (o pós-guerra) e de um grande atleta (Emil Zatopek). Uma edição da Cavalo de Ferro pronta para ir parar às mãos do barbudo (ou não, vamos esperar pelo resultado) mais veloz deste blogue. Oferta da casa.

1 comentário:

  1. Passei pelo vosso blogue há já uns meses. Na altura pensei que "era uma ideia gira e tal, mas não era para mim". Há 24 anos que sou um saco de batatas com pernas, sem resistência e sem saber gostar e sempre achei que dificilmente iria mudar.

    Há uns tempos, por um "vamos lá tentar mais uma vez", comprei um daqueles aparelhómetros Nike+ para o ipod e para as sapatilhas. Afinal tenho muito boas razões para correr (colesterol alto e excesso de peso) e muito boas condições para tal (passeira em casa e um passadiço junto ao mar bem pertinho).

    Comecei a explorar o site da nikerunning. Aderi a um treino para iniciantes (sacos de batatas com pernas, como eu!). Forcei-me a cumprir o treino. Teoricamente vou conseguir correr 30 minutos. Ainda nem acredito. Já lá vão 8 semanas e ainda não desisti. Melhor do que isso: já lá vão 8 semanas e eu comecei a gostar de correr! E a gostar dos efeitos secundários. Durmo melhor e, sem dúvida, sinto-me melhor. Ainda não perdi peso e não sei como anda o colesterol, mas para já não é grave. Continuo motivada!

    É claro que nem sempre é simples. O meu maior problema sempre foi achar que correr era um bocadinho chato e inútil. Estava a perder tempo útil para ler, para ver filmes ou para fazer muitas outras coisas que gosto. O tempo que usava para tentar fazer desporto sempre me pareceu um verdadeiro desperdício! Em casa, comecei a combater essa ideia com séries e filmes, na televisão, enquanto corro. Um destes dias experimentei sair desta zona de conforto e fui correr lá para fora. Correu lindamente.

    Continuo a ficar muito cansada. Ainda só corro 6 minuto seguidos. Ainda há muita estrada para andar mas estou motivada!

    Hoje, depois de acordar às 5h30 da manhã, sem grande sono, liguei o computador e lembrei-me (nem sei porquê!) deste blogue. E já li uma boa parte. E vou manter-me por cá. Parabéns oelo movimento!

    Até à próxima :)

    ResponderEliminar