segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Ritmo

Desde que comecei com esta história das correrias, nunca dei muita atenção a selecção musical para cada corrida. A música sempre ajudou a tornar as corridas solitárias menos aborrecidas mas nunca prestei especial atenção a "músicas boas para correr". Pelo contrario, se um podcast começasse durante a corrida, corria ao ritmo das palavras de quem quer que estivesse a falar.

Agora que comecei a preocupar-me não só com a distancia mas também com o tempo que demoro em cada corrida, começo a pensar que se calhar devia escolher uma "playlist" que me ajude a manter o ritmo (não tenho dados científicos mas desconfio que corro mais devagar durante os podcasts do que durante uma canção qualquer).

Eis o problema: uma analise breve ao meu iTunes mostra-me que as músicas que oiço são, em geral, lentas. Consigo escolher umas cinco ou seis da lista que tem um ritmo suficientemente acelerado para me ajudar a manter uma velocidade que garanta que eu não seja ultrapassada por velhinhas de bengala a carregar sacos de compras. Mas desconfio que ouvir essas cinco ou seis canções repetidas ate a exaustão nao vai ser grande ajuda...

O ideal, creio eu, deve ser um equilíbrio entre ritmos mais rápidos e músicas mais lentas para os quilómetros que se querem mais calminhos… Mas quais são esses quilómetros? Claramente uma ciência exacta que não pode ser deixada a sorte do modo shuffle do iPod.

Daí o meu desafio: qual é a vossa playlist ideal? Que músicas? E como e que encontram esse equilíbrio entre ritmo de corrida e ritmos mais lentos para quando querem correr mais devagar? Partilhai, por favor.

Muita agradecida, feliz Natal e essas coisas.

2 comentários:

  1. Para mim, o álbum ideal para correr é o "music for Men" dos Gossip. Mas aquele que me dá mais gozo ouvir, apesar de talvez não ser o mais lógico, é o "Graceland" do Paul Simon.

    ResponderEliminar
  2. Quanto mais longa a corrida, diria que o ritmo da música tem mais influência, dependendo se estamos a fazer a coisa em ritmo mais descontraído ou mais "puxado".

    Por norma, sou cromo o suficiente para programar a playlist de acordo não só com a distância, como com o facto de haver subidas, partes mais complicadas, relax ou não pelo meio.

    Evito música muito lenta, tirando para um chill out final ou de letra assim mais para o deprimente, especialmente quando corro por cima de pontes e afins.

    E, não fugindo ao cliché, o "Eye of the Tiger" lá mais para o fim dá sempre um certo je ne sais quois a uma playlist para correr.

    ResponderEliminar