sexta-feira, 3 de setembro de 2010

'A constant battle to stay in shape'

Já escrevi que deixei os uppercuts e os sidekicks - e comecei a correr. Hoje (depois da miserável estreia de ontem, devidamente documentada em polaroids) cumpri o meu segundo dia de treino na Expo. Sozinha, enquanto os ouvidos escutavam High Violet, a cabeça não parava de escutar a voz da “generala” Graça Mexia, conhecida terapeuta de recuperação pós-parto. Preocupada com eventuais prolapsos do útero: “Não corra, não corra.” Em dificuldades para fazer todos os abdominais? “No segundo dia é que dói.” Exercícios para o períneo? “É para fazer todos os dias, toda a vida, sábados, domingos e feriados. É como lavar os dentes”. Não sei se aguentarei o ritmo deste movimento corrido, mas pelo menos tenciono averiguar da aplicação do velhinho método psico-profilático no comportamento do corpo nas pistas. Quanto à franjinha, do que tu, meu querido treinador Paulo, não sabes (saber de experiência feito, como as leituras camonianas do Ricardo) é do incómodo de correr com uma franja a precisar de ser cortada. Certamente não reparaste, mas a minha estava aparadinha. A constant battle to stay in shape. Quando te inscreveres naquele ginásio cujo o nome eu não pronuncio, logo descobrirás de onde é que isto vem. A constant battle to stay in shape.

Sem comentários:

Enviar um comentário